Lágrimas,chuva,aquela música e minha janela.



São quase 3 horas nesse domingo chuvoso.
Não fiz muita coisa durante o dia,nem ontem e nem anteontem.
É como se tudo tivesse perdido um pouco do "Q" e eu nem sei o que aconteceu para esse desanimo súbito.
Uma vez li em um livro que viver no futuro é uma especie de nostalgia e talvez essa falta de empolgação seja um efeito colateral da minha ansiedade por tudo que ainda não vivi , do que eu não viverei e do que eu ei de viver.
Eu sei que temos que no concentrar no presente porque ,tecnicamente ,o futuro nunca chega.
Amanha já é o futuro do presente e por mais confuso que possa parecer o futuro nem é algo distante.
Mas como proceder quando seu presente é tão chato e monótono ?
Quando foi que eu deixei de ser a garota do boxe e cabelo cinza com mechas roxas e azul ?
Em qual parte eu parei de me importar com minha aparência e passei a ignorar tanto convívio social?
Qual foi o momento que fez tudo parecer tão tedioso ?
Qual dia que tudo passou a ser tão cinza e eu passei a almejar tanto o final da faculdade?
As vezes todo esse esforço em ir embora para outro país parece ser tão insignificante.. toda vez que algum  parente diz " você não sabe o que fala" , "você vai mudar de ideia"  parece que uma chama de duvida se implante nesse sonho que sempre me  pareceu tão perfeito.
Tô cansada de ouvir que eu não deveria ter terminado o namoro , que eu deveria fazer um concurso publico , que eu deveria "arrumar" o cabelo , que eu deveria ser mais simpática , que eu deveria ir a igreja , que eu deveria sair mais ,socializar mais ,VIVER mais.
Quando foi que as pessoas se tornaram tão experts em saber o que de fato é melhor pra minha vida?Sendo que da missa elas não sabem um terço?
Eu não gosto de partilhar com eles meus pensamentos,meus sonhos e minhas duvidas porque todo mundo tem na ponta da língua uma resposta vazia que de nada me acrescenta.
A vontade do dia é apenas me enrolar nesse edredom macio e convidativo e ficar olhando a chuva escorrer pelo vidro da janela. Deixar minha cabeça maquinar e lutar contra seus demônios internos.
Colocar aquela musica que me faz refletir e dormir até que o próximo dia chegue.



E quando ele chegar eu vou me empurrar para fora da cama e tentar viver como se aquele fosse meu grande futuro.
Mas hoje é o presente e agora eu só quero ficar aqui nesse quarto sem vida olhando a forma das gotas das chuvas e sonhando com o dia em que serei a melhor versão de mim.
Desculpe se tudo isso não fizer sentido é que eu não estou fazendo  sentido.

Compartilhe:

0 comentários