Tome Um Café!

Ser feliz ou fazer quem você ama feliz?



Bom, é uma pergunta que venho me fazendo nesses dias, em toda minha vida fui o tipo de pessoa que ficava feliz com a felicidade alheia, sorria com o sorriso alheio, contudo sempre aconselhei e influenciei as pessoas a minha volta a mandar um dane-se pra tudo que fosse contra sua vontade, mas como dizem né “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço!”, por que eu fazia exatamente o contrário do que as aconselhava a fazer.
Por isso estava me questionando: “por que não fazer isso? Já que diz a todos que é o certo a fazer.” E foi ai que me dei conta do quão sem EU que estava sendo, estava vivendo algo que não era EU, estava vivendo uma vida que não era minha, sonhos que não eram meus, FELICIDADES QUE NÃO ERAM MINHAS!
E isso tinha que parar, decidida a fazer o que eu achava certo e melhor pra mim, chutei o balde, fiz minhas escolhas e estava disposta a arcar com as conseqüências, até que então me pesou na consciência, “E minha família?” “E meu pai?” “Ele não se orgulharia disso, pode até apoiar, mas não estará feliz!”.
E volto eu a pensar na alegria alheia, fiquei nesta incógnita por dias, uma hora decidia algo outra hora decidia outra, mas sempre sem falar nada, guardei para mim minhas confusões e esperei para ver onde daria, e as coisas simplesmente se resolveram, como tinham que ser, foi surpreendente, por que eu achava que aquilo acabaria de uma maneira ruim para alguns dos lados, porém não foi assim.

Hoje vejo que realmente o tempo traz todas as respostas, talvez você esteja enlouquecendo sem saber o que fazer, o que decidir, apenas espere, sente na varanda, relaxe, leia seu livro favorito, tome um chá ou um café, e balance a cadeira enquanto assiste a vida fluir por si mesma, por que no fim minha querida, é ela que está no volante, não é você nem quem está ao seu redor.

Compartilhe:

0 comentários