Leitores, se me permitem

Oi gente!


Bom, confesso que minha vontade de pegar a mochila e sair por aí conhecendo os lugares, os costumes e as pessoas, é recente. Comecei a pensar nisso há mais ou menos um ano. Estou a caminho dos meus 18 anos e provavelmente por isso esteja com essa 'necessidade' de fazer alguma coisa na minha vida.

Quando eu era mais nova acreditava que o mundo era tudo aquilo que meus olhos alcançavam ver, que havia um pote de ouro no final do arco-íris e que o Chaves e o Chapolin eram duas pessoas diferentes. A Pópis e a Dona Florinda, também. Mera ilusão. O lado bom desse meu ponto de vista da época é que pra mim estava tudo muito bom, afinal, eu tinha a melhor vizinhança que alguém poderia ter. Todo mundo em volta da minha casa me conhecia e eu realmente me contentava, e muito, com cada esconde-esconde, pega-pega, betes e polícia-ladrão.

Eu aprendi a ler e a escrever bem rápido, isso me ajudou muito quando eu mudei de escola aos meus seis anos de idade. Quando cheguei na escola nova, minha professorinha me indicou a fazer uma prova a qual me dava a oportunidade de 'pular' aquela série e ir 'direto' para a outra, a seguinte. E eu então consegui. Passei. Eu aos seis p/ sete anos já estava na segunda série. Posso dizer que não tive nenhuma grande dificuldade, na sala nova todos me acolheram muito bem, e algumas amizades daquela minha primeira semana na 'série nova' prevalecem até hoje ♥

Já me mudei muitas vezes. Foram muitas mudanças, apenas duas cidades. Essa que eu moro hoje (Cacoal) e a que meus avós ainda moram (Alto Alegre).

Maas, porém, entretanto, todavia, tô querendo fazer as coisas diferente agora. Eu sempre fui apaixonada pelo Estado de Santa Catarina, muito ♥ E agora, essa minha eterna paixão se transformou em meta ♥

Como vestibulanda, sei que vagas não devem ser 'jogadas fora'. São valiosíssimas. Portanto, caso saia uma vaga pra ti onde Judas perdeu as botas, tem que ir. Vagas são sagradas ♥ rsrsrs Não importa pra onde saia minha vaga, eu vou buscá-la. Afinal, o objetivo é ser uma excelente médica, e quanto a isso eu não vou, jamais, never, desistir.

Entretanto, meta é meta. Posso não alcançar meu objetivo numa universidade catarinense, mas, querido Estado de Santa Catarina, saiba que eu um dia vou-me embora e cultivo aí tudo aquilo que me propuseres. Sentimento recíproco. Meu amor é maior que essas inúmeras Serras que compõem teus limites que são apenas territoriais.

Queridas blogueiras, queridos leitores, agora, se me permitem, quero compartilhar com cada um de vocês alguns singelos motivos de muito amor com esse lugar que mal conheço e já considero pakas.


































E vocês? têm vontade de conhecer outros lugares?

Bom gente, grande abraço!! Tenham um ótimo final de semana ♥ beijo pro cês ;)
X!

Compartilhe:

0 comentários