Sobre Uma Senhora

Oi, Oi!

ON!


   Acabo de chegar de viagem. Fui conhecer os irmãos e irmãs da minha avó paterna, em Pacaembu - SP. Se perguntarem como foi, diga que foi ó-t-i-m-a! De verdade.

  Muita coisa faz sentido agora.

  A vó tem um jeitinho de ficar com os lábios um pouco retraídos quando ouve você contar uma história - prestando muita atenção para não se perder. Ela não é mais tão veloz como a seis anos atrás, nem tão paciente mais. Troca o nome de todas as netas, noras e filhos. E, com aquele jeitinho tão gentil nos pede para repetir caso ela não tenha escutado direito. Ela cochila no sofá, mas perde o sono se for dormir na cama. Diz não saber cozinhar, mas faz de tudo na cozinha. Confere as portas e janelas 587453 vezes para ver se estão realmente trancadas, e, às vezes, ainda, tem que voltar abrindo a casa novamente porque esqueceu algo pro lado de dentro.


 Toda a questão é que, na verdade, ela sempre foi assim. Há muito antes até do meu nascimento. A dona dos abraços gostosos de quando eu tinha cinco anos, continua a mesma.

 Ela tem um vestido cor-de-rosa agora. Parece a Barbie. Linda. Conhecer a família dela foi uma das melhores coisas que já me aconteceram.


 Agora tudo faz sentido.

 O jeito mais devagar de levar a vida foi herança genética do pai dela. E eu dou risada quando ela troca meu nome "Flavia, Ériquinha, Julia, Luciani ...", pois, afinal, ela também sorri quando percebe a confusão que fez. Às vezes ela até acerta de primeira nosso nome, mas continua falando os demais. Temos que entender... Já somos cinco netas!

 Ela está a cara da bisa. Isso todos os irmãos disseram, e eu concordo plenamente.



 Eu gostei tanto de Pacaembu ♥ Lá, foi a minha vez e a vez da minha irmã de ficarmos com os lábios um pouco retraídos enquanto ela contava todas as histórias. Foi muito legal. Ficávamos prestando atenção no modo como ela apontava para os lugares e explicava: "...Aqui tinha um cinema... Ali na praça tinha um banquinho, onde eu e o vô ficávamos sentados quando a gente namorava. HEEY!? Tiraram o banquinho dali? Olha, véio, como é que os namorados vão fazer agora?!"... 


Compartilhe:

2 comentários

  1. Que coisa linda Bruna. Minha avó também sempre se enrola com os nomes rs. Acho que é coisa de gente fofa.

    rasgadojeans.blogspot.com

    ResponderExcluir